T&D – Tempo e Dinheiro

Procura

Entrar

ARTIGO – Bolsonaro domina o meio de campo

O presidente Francês está no Brasil para tratar de vários assuntos, mas não deve ser nada importante, haja vista que a imprensa só fala de Bolsonaro, e agora, da embaixada da Hungria.
O ex presidente Jair Bolsonaro continua sendo o centro das atenções na imprensa brasileira, mais importante até que a visita oficial de um chefe de estado europeu.
É uma situação curiosa, e que permite concluir que realmente o governo brasileiro, e o ilustre visitante europeu não tem nada importante para o país, e nem para despertar o interesse da imprensa, que continua preferindo falar de Bolsonaro.
É Bolsonaro pra cá, é Bolsonaro pra lá, é Bolsonaro isso e mais aquilo, Bolsonaro deve ser preso em um futuro não muito distante, e a fuga de Bolsonaro.
Bolsonaro tem 48 horas para explicar isso, aquilo e mais aquilo e aquilo outro, e Bolsonaro, e mais Bolsonaro.
Até o líder europeu, em discurso em São Paulo, fez referências a um suposto “período desestabilizador nos últimos tempos”, ”resistir as agitações que as vezes as democracias no mundo sofrem” (Bolsonaro?)
É incrível a fixação por Bolsonaro!
Os profissionais da imprensa, os paparazzi das redações perdem horas e horas discutindo Bolsonaro, e há debates intensos, até com juristas nas bancadas, e as opiniões dos papagaios e cacatuas da imprensa são unânimes pela prisão de Bolsonaro, no mínimo, exigem tornozeleira imediatamente.
Mas o tempo está passando, e o governo de plantão não apresenta absolutamente nada de relevante para o país, e nem mesmo a visita de chefe de estado europeu é capaz de atrair as atenções da imprensa e da população.
Quando o governo é a mais pura inércia, e não tem absolutamente nada a apresentar, a saída é continuar falando sobre Bolsonaro.
Já deve haver grandes tratados filosóficos e monografias sobre Bolsonaro, coisas como… “dois chefes de estado em exercício não conseguem despertam a atenção como Bolsonaro”, ou “Bolsonaro domina a imprensa, mas será preso em um futuro próximo?”, e por ai vão as dissertações sobre Bolsonaro.
Falar única e exclusivamente de Bolsonaro está ficando muito chato, e a credibilidade imprensa já foi para as cucuias há algum tempo.
Tratar exclusivamente e exaustivamente do mesmo assunto, além de cansativo, demonstra pouca capacidade de observação e raciocínio curto.
Mas o fato, é que o governo não tem realmente nada para apresentar, então, só resta curtir o fetichismo bolsonariano nas bancadas e nas redações.
E tome Bolsonaro!

João Batista Olivi

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site protegido contra cópia de conteúdo

Assine e descubra as notícias em primeira mão

O Tempo & Dinheiro tem o melhor custo benefício para você

AO VIVO: Acompanhe as principais notícias do dia na Record News

PRÓS E CONTRAS - 03/05/2023

JORNAL DA MANHÃ - 18/05/2023

VTV SBT - Ao vivo 24h