T&D – Tempo e Dinheiro

Procura

Entrar

Procura

Brasil sem arroz? Produção é a menor em 25 anos e gera preocupação

Compartilhe:

(ANTENA POLÍTICA) – Um dos principais ingredientes no prato do brasileiro é, sem dúvidas, o arroz. No entanto, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) informou que o Brasil está com a menor área plantada com arroz em mais de 40 anos, o que deixa uma preocupação nos consumidores a respeito da falta do alimento.

Essa situação se dá principalmente devido ao cultivo de soja e milho estarem dando maior lucro para os agricultores, o que faz com que eles prefiram esses cultivos ao arroz. Além disso, a produção do grão também caiu, estando entre as menores desde 1997, com aproximadamente 10 milhões de arroz.

Dessa forma, com menor oferta, e uma demanda que continua a todo vapor, os consumidores já conseguem reparar um aumento no preço do produto nos supermercados. Até o momento, o arroz já teve uma alta de 24% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Exportações do produto continuam altas

Mesmo com a queda da produção, as exportações do arroz continuam aquecidas. De acordo com a consultoria Safras & Mercado, o Brasil já exportou aproximadamente 1 milhão de toneladas de janeiro a julho deste ano. Esse valor é quase 18% maior do que o enviado no mesmo período de 2022. Segundo a Safras, com a baixa produção e a maior exportação, a combinação deve resultar em um menor estoque de arroz em quase 3 décadas.

Mas será que irá faltar arroz para os brasileiros? Segundo os especialistas, é pouco provável que esse cenário ocorra. Isso porque as importações tendem a aumentar, além de a produção subir caso o preço pelo produto continue avançando nas prateleiras do supermercado. Assim, diversos fatores podem equilibrar a oferta do cereal, sem que o consumidor brasileiro seja afetado.

No entanto, até lá, o preço tanto para o produtor rural quanto para o consumidor deve aumentar, segundo a consultoria. Conforme os dados divulgados pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras), o arroz já subiu 6,5% nos supermercados de janeiro a junho deste ano.

Por fim, será preciso acompanhar o desenvolvimento das safras de arroz no Brasil para entender quais serão os impactos que ele pode causar na economia brasileira.

 

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site protegido contra cópia de conteúdo

Assine e descubra as notícias em primeira mão

O Tempo & Dinheiro tem o melhor custo benefício para você

AO VIVO: Acompanhe as principais notícias do dia na Record News

PRÓS E CONTRAS - 03/05/2023

JORNAL DA MANHÃ - 18/05/2023

VTV SBT - Ao vivo 24h