T&D – Tempo e Dinheiro

Procura

Entrar

Procura

Buenos Aires não usará voto eletrônico em eleições de outubro

Compartilhe:

(PODER360) – A autoridade eleitoral de Buenos Aires decidiu que nas eleições gerais marcadas para 22 de outubro não serão utilizadas as urnas eletrônicas. A decisão se dá depois das dificuldades ocorridas no Paso (Primárias, Abertas, Simultâneas e Obrigatórias) no domingo, (13.ago.2023). As informações são do La Nacion.

Nas eleições primárias da Argentina foi utilizado um método misto de votação, com urnas físicas na maioria dos distritos e eletrônicas em parte deles. Em Buenos Aires, os eleitores tiveram as duas possibilidades de registro de voto.

Para eleger os cargos de presidente, vice-presidente, senadores e deputados, a capital argentina usou a cédula de papel. Já para eleger chefe de governo e governadores das províncias, foi utilizada a urna eletrônica.

Muitos eleitores que foram votar no Paso reclamaram de longas filas e falhas técnicas das urnas eletrônicas. Por conta das dificuldades apresentadas, o Instituto de Gestão Eleitoral da Cidade (IGE) informou que o sistema não será utilizado na Cidade de Buenos Aires.

A entidade comunicou que irá acatar a decisão da juíza federal com competência eleitoral María Servini, que questionou o sistema eletrônico de votação depois das irregularidades durante o Paso.

“A experiência acumulada por mim em mais de 30 anos como juíza eleitoral me obriga a alertar que não podem ser realizadas novamente, nas mesmas condições, as eleições de 22 de outubro”, afirmou Servini nos documentos que enviou à Câmara Nacional Eleitoral, ao Tribunal Eleitoral da cidade e ao IGE.

A prefeitura de Buenos Aires divulgou um comunicado no qual apoiou a adoção da cédula eletrônica e responsabilizou as entidades eleitorais pelos atrasos ocorridos. Disse estar examinando opções para a votação em 22 de outubro.

De acordo com o governo municipal, a decisão final sobre como as eleições gerais de outubro serão votadas ainda deve ser discutida com “todos os envolvidos”. O IGE deve trabalhar em conjunto com as autoridades judiciárias para decidir um novo sistema de votação. Não foi descartado o uso da cédula de papel.

 

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site protegido contra cópia de conteúdo

Assine e descubra as notícias em primeira mão

O Tempo & Dinheiro tem o melhor custo benefício para você

AO VIVO: Acompanhe as principais notícias do dia na Record News

PRÓS E CONTRAS - 03/05/2023

JORNAL DA MANHÃ - 18/05/2023

VTV SBT - Ao vivo 24h