T&D – Tempo e Dinheiro

Procura

Entrar

Procura

Café, cacau e açúcar caem seguindo perdas mais amplas em commodities

Compartilhe:

NOVA YORK/LONDRES (Reuters) – Os contratos futuros de café, açúcar e cacau fecharam em baixa na quinta-feira na ICE, em um dia em que fundamentos macroeconômicos negativos impactaram as negociações da maioria das commodities.

Dados econômicos nos Estados Unidos e na China aumentaram as preocupações com a recessão global.

CAFÉ

* O café robusta para julho caiu 88 dólares, ou 3,5%, a 2.393 dólares a tonelada, depois de atingir um pico de 12 anos de 2.500 dólares no início da sessão.

* Os operadores disseram que continua a haver preocupações com o clima seco no Vietnã, principal produtor de robusta, decorrente em parte pelo fenômeno climático El Niño.

* O El Nino pode levar a um clima mais quente e seco do que o normal no Vietnã, o que pode prejudicar as colheitas. Há mais de 90% de chance de o fenômeno climático El Niño persistir, disse um meteorologista do governo dos Estados Unidos na quinta-feira.

* Enquanto isso, as exportações de robusta do Brasil em abril caíram 13,6% ano a ano, embora o chefe da associação exportadora Cecafé, Marcio Ferreira, tenha dito que as exportações podem melhorar nos próximos meses.

* O café arábica julho caiu 2,95 centavos, ou 1,6%, a 1,83 dólar por libra.

AÇÚCAR

* O açúcar bruto julho caiu 0,64 centavos, ou 2,4%, a 26,02 centavos de dólar por libra-peso.

* Os comerciantes disseram que as perdas foram reduzidas depois que a associação Unica informou que a produção de açúcar no centro-sul do Brasil totalizou 989.000 toneladas abaixo do esperado na segunda quinzena de abril.

* Uma pesquisa da S&P Global Commodity Insights deu uma previsão de 1,24 milhão de toneladas para o período.

* Um trader dos EUA, no entanto, disse que o fato de a produção não ter ficado muito longe da expectativa, apesar de 10 dias de paralisação devido às chuvas, mostra que a safra é grande e as usinas estão em posição de progredir rapidamente com o tempo seco.

* O açúcar branco caiu 12,90 dólares, ou 1,8%, para 705,30 dólares a tonelada.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site protegido contra cópia de conteúdo

Assine e descubra as notícias em primeira mão

O Tempo & Dinheiro tem o melhor custo benefício para você

AO VIVO: Acompanhe as principais notícias do dia na Record News

PRÓS E CONTRAS - 03/05/2023

JORNAL DA MANHÃ - 18/05/2023

VTV SBT - Ao vivo 24h