T&D – Tempo e Dinheiro

Procura

Entrar

Procura

Depoimento de hacker mostra narrativas para comprometer Bolsonaro

Compartilhe:

Paulo Moura comenta que o assunto do dia é o depoimento do hacker da Lava Jato na CPI. Infelizmente, a dinâmica dos acontecimentos favoreceu a esquerda, pois os primeiros parlamentares a inquirirem o hacker eram da esquerda e a mídia foi sendo alimentada com as declarações bombásticas desse cidadão. Ele é o cidadão que ajudou a liquidar com a Lava Jato com o hackeamento do Telegram do Moro e dos procuradores da Lava Jato e ajudou a soltar o Lula. Portanto, ele é assumidamente de esquerda, eleitor do Lula, chamado de vermelho entre os hackers.

Acredita-se que foi muita imprudência da deputada Carla Zambelli e do presidente Bolsonaro receberem esse cara e entrar em contato com ele, imaginando que poderiam ter dele algum serviço que prestasse. Ele, na verdade, presta serviços à esquerda, à qual ele pertence. É preciso separar realidade de narrativa. O cidadão é um estelionatário com mais de quarenta processos nas costas, completamente enrolado com a justiça e com a polícia. A polícia federal mesmo não confia nele e não foi proposta de delação premiada porque os policiais não têm segurança sobre o que ele diz.

Inclusive, essa é uma das consequências do depoimento da CPMI ontem: a polícia federal vai chamá-lo de novo hoje, porque há contradições entre o que ele havia dito à polícia federal antes e o que ele disse hoje na CPMI. Tudo indica que ele recebeu perguntas por encomenda para tentativa de comprometer o presidente Bolsonaro e comprometer o ex-ministro da defesa.

Não há nada de ilegal em ouvir um hacker para esclarecer vulnerabilidade de um sistema de informática. No mundo inteiro, empresas de segurança cibernética, governos e a polícia muitas vezes trocam o perdão dos crimes dos hackers em troca deles começarem a trabalhar para segurança cibernética de governos ou de empresas. O que foi feito ali, portanto, não é um crime do ponto de vista do que o presidente Bolsonaro fez ao ouvir o hacker para saber se o sistema é vulnerável.

Veja o comentário completo de Paulo Moura no quadro Análise da Tarde no vídeo abaixo:

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site protegido contra cópia de conteúdo

Assine e descubra as notícias em primeira mão

O Tempo & Dinheiro tem o melhor custo benefício para você

AO VIVO: Acompanhe as principais notícias do dia na Record News

PRÓS E CONTRAS - 03/05/2023

JORNAL DA MANHÃ - 18/05/2023

VTV SBT - Ao vivo 24h