T&D – Tempo e Dinheiro

Procura

Entrar

Procura

Dólar cai ante real após dados reforçarem visão de aperto monetário menor nos EUA

Compartilhe:

(INVESTING) – O dólar à vista emplacou nesta quinta-feira a terceira sessão consecutiva de baixa ante o real, novamente sob influência do exterior, onde novos dados de inflação reforçaram a perspectiva de que o Federal Reserve poderá subir os juros dos Estados Unidos apenas mais uma vez este ano.

O dólar à vista fechou o dia cotado a 4,7898 reais na venda, com baixa de 0,57%. Em três dias, a moeda norte-americana acumulou queda de 1,90%.

Na B3 (BVMF:B3SA3), às 17:11 (de Brasília), o contrato de dólar futuro de primeiro vencimento caía 0,52%, a 4,8100 reais.

Na sessão de quarta-feira, o dólar já havia recuado na esteira da divulgação de dados da inflação do consumidor nos EUA, que subiu menos que o esperado em junho.

Nesta quinta-feira, foram os preços ao produtor (PPI) que reforçaram a expectativa de uma política monetária não tão restritiva nos EUA. Os preços ao produtor para demanda final subiram 0,1% em junho ante o mesmo mês do ano passado, enquanto economistas ouvidos pela Reuters projetavam elevação de 0,4%.

“O PPI veio quase nos mesmos moldes do CPI (preços ao produtor), indicando que teremos aumento de juros nos EUA no próximo encontro do Fed e depois uma pausa. Isso fez o dólar cair fortemente lá fora”, comentou Jefferson Rugik, diretor da Correparti Corretora.

No Brasil, a moeda norte-americana chegou a registrar a máxima de 4,8277 reais (+0,21%) às 9h40, mas o movimento não se sustentou. O dólar acompanhou o viés externo e se firmou em baixa durante a tarde, atingindo a mínima de 4,7898 reais (-0,57%) às 15h12.

Dois profissionais ouvidos pela Reuters pontuaram que, sempre que a divisa à vista dos EUA se aproximava dos 4,80 reais, importadores entravam no mercado na ponta de compra, aproveitando as cotações. Isso fez a moeda terminar em níveis um pouco mais altos.

No exterior, o dólar seguia no fim da tarde em baixa ante outras moedas fortes e em relação a divisas de emergentes e exportadores de commodities, em um movimento generalizado de busca por ativos de risco.

Às 17:11 (de Brasília), o índice do dólar — que mede o desempenho da moeda norte-americana frente a uma cesta de seis divisas — caía 0,74%, a 99,752.

Pela manhã, o BC vendeu todos os 16.000 contratos de swap cambial tradicional ofertados na rolagem dos vencimentos de setembro.

 

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site protegido contra cópia de conteúdo

Assine e descubra as notícias em primeira mão

O Tempo & Dinheiro tem o melhor custo benefício para você

AO VIVO: Acompanhe as principais notícias do dia na Record News

PRÓS E CONTRAS - 03/05/2023

JORNAL DA MANHÃ - 18/05/2023

VTV SBT - Ao vivo 24h