T&D – Tempo e Dinheiro

Procura

Entrar

Procura

EDITORIAL – Há um tempo para tudo

Há muito que a Suprema Côrte brasileira vem tomando decisões extravagantes.
A atuação política escancarada é um exemplo, com ministros frequentando o parlamento em campanha aberta contra, ou a favor de determinados assuntos cuja atribuição não lhes cabe.
Uma extravagante necessidade de protagonismo em tudo, e um desejo de ocupar a mídia e posar para os holofotes, próprios de integrantes de reality shows, e estrelas do showbiz, onde a discrição é pecado.
Não bastasse a extravagância e o estrelismo artístico dos integrantes da Suprema Côrte, decisões inovadoras, inéditas no arcabouço jurídico brasileiro, e claramente de natureza persecutória, começaram a dar inequívocas provas de que Suas Excelências caminhavam em destino ao pantanoso terreno da arbitrariedade, com inconstitucionais prisões de parlamentares, instaurações de inquérito monocráticas, onde o investigador e o julgador são persona única, com poderes tão extravagantes que não se permite sequer o constitucional direito de defesa.
E havia, e ainda há, as fiscalizações sobre opiniões, e casos da supressão da liberdade de expressão com argumentos jurídicos importados, comuns à Cuba ou Venezuela.
E assim, sem limites, a Suprema Côrte brasileira, ao invés de respeitada, passou a ser temida como se temiam os tribunais da inquisição e seus julgamentos, condenações e execuções de inocentes na fogueira e em praça pública para servirem de exemplo, e impor o terror.
Mas como diz o Eclesiastes, há um tempo para tudo, e o limite chegou.
Um homem, um cidadão do mundo, como se fosse um brasileiro se levantou contra a extravagância da Suprema Côrte, e expôs a realidade que muitos, por medo ou conveniência sabiam, mas fingiam não ver.
Este corajoso homem, além de ser quem é, há também o que ele tem nas mãos e pode deixar a Suprema Côrte em situação ainda mais constrangedora.
Esse homem tem em seu poder satélites espalhadas pelo mundo, funcionando, entre outras coisas, como provedores de internet, que lhe capacita a ter acesso a informações altamente comprometedoras sobre determinado integrante da Suprema Corte brasileira, que tem sido o algoz da liberdade de expressão no Brasil.
E este homem, cidadão do mundo, defensor da liberdade, é também dono de rede social de envergadura planetária, que lhe permite apontar fatos que podem levar a Suprema Corte brasileira para o lamaçal do descrédito total perante o mundo.
De posse do poder, muitos homens encontraram a desgraça por não saberem exercê-lo com discrição e justiça, e no final caíram em humilhação.
Como diz o eclesiastes, há um tempo para tudo, e o limite pode estar próximo para os autoritários que usam e abusam do poder no Brasil.

T&D

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site protegido contra cópia de conteúdo

Assine e descubra as notícias em primeira mão

O Tempo & Dinheiro tem o melhor custo benefício para você

AO VIVO: Acompanhe as principais notícias do dia na Record News

PRÓS E CONTRAS - 03/05/2023

JORNAL DA MANHÃ - 18/05/2023

VTV SBT - Ao vivo 24h