T&D – Tempo e Dinheiro

Procura

Entrar

EDITORIAL – Mudança de direção

EDITORIAL – Mudança de direção

Na Itália, o governo é de direita.
Na Holanda, a direita tem maioria.
Na Espanha, há protestos constantes contra o socialista Pedro Sánchez.
Na Alemanha, a insatisfação com o premiê socialista Olaf Scholz passa de 70%.
Na França, Emmanuel Macron também não agrada, e os protestos são constantes.
E por fim, Portugal acaba de dar um basta ao socialismo que ocupava o poder desde 2015.
Em toda Europa existe uma insatisfação com os governos da social democracia/socialistas.
Os socialistas do planejamento central, e da economia planificada de Bruxelas, parecem estar com os dias contados na Europa, e isso pode desencadear um efeito dominó no mundo.
A ocupação do poder obedece ciclos, e os sociais democratas/socialistas, ocuparam o poder por décadas na Europa, e falharam na execução política, na diplomacia, e principalmente na economia, aumentando impostos e taxas, obrigando a população a aceitar discursos subjetivos, afirmando que era para o bem do planeta, sem mostrar resultados palpáveis que justificassem onerar sociedade, provocando inflação, crise energética, e desindustrialização.
Além disso foram de uma arrogância ímpar, impedindo o debate de ideias, classificando os contrários de negacionistas, extremistas e outros sufixos istas a perder de vista.
A ferro e fogo, não há como convencer por longos períodos a população, que mais dia menos dia, irá perceber que está sendo enganada, e o resultado é a insatisfação, que reflete na mudança, e na alteração dos ocupantes do poder.
É a democracia, que os sociais democratas/socialistas/esquerdistas não aceitam, mas dizem defendê-la.
A direita no poder tem uma simbologia importante, mas por ora é só isso, um simbolismo.
É conhecido que após assumir o
poder, as mentes mudam, e geralmente para pior, e a direita terá a oportunidade de corrigir, e mostrar coerência entre o discurso e a prática.
Se as nações estão cansadas da social democracia/socialismo, que impõe pesados impostos na sociedade, o caminho da direita deve ser exatamente o contrário.
Diminuir o peso do estado das costas da sociedade, é o caminho para a direita mostrar coerência, e honrar os votos que recebeu exigindo mudanças.
Quando a embalagem for aberta, a população vai exigir que a direita entregue o que vendeu.
A direita terá a oportunidade de mostrar a que veio, não cometendo os mesmos erros do socialismo que exauriu a sociedade com impostos, taxas e discursos subjetivos e vazios.

T&D

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site protegido contra cópia de conteúdo

Assine e descubra as notícias em primeira mão

O Tempo & Dinheiro tem o melhor custo benefício para você

AO VIVO: Acompanhe as principais notícias do dia na Record News

PRÓS E CONTRAS - 03/05/2023

JORNAL DA MANHÃ - 18/05/2023

VTV SBT - Ao vivo 24h