T&D – Tempo e Dinheiro

Procura

Entrar

Procura

Eleição de Lula teve interferência de Biden, insinua Financial Times. Paulo Moura comenta

Compartilhe:

Vários portais de notícias brasileiros destacaram a suposta interferência do governo Biden nas últimas eleições. Agentes da CIA, diplomatas e adidos militares teriam atuado para exercer pressão sobre militares e lideranças políticas brasileiras, com o objetivo de assegurar o andamento das eleições, que culminaram na nomeação de Lula como presidente.

Existia a preocupação de que houvesse interferências no processo eleitoral, e a entrada do governo Biden no cenário político brasileiro foi interpretada como uma clara intervenção estrangeira. Durante o processo eleitoral, os americanos teriam ameaçado os militares brasileiros de romper acordos de treinamento e potencial intercâmbio de tecnologia, caso houvesse qualquer tentativa de questionar o sistema eleitoral ou os resultados da eleição.

É evidente que Lula tem uma dívida com Biden devido ao desenrolar das eleições. Os americanos não estão satisfeitos com o fato de terem apoiado a eleição de Lula, que agora demonstra proximidade com russos e chineses. Eles estão cobrando a contrapartida pelo apoio que Lula recebeu para garantir o resultado da eleição que o beneficiou.

Veja o vídeo na íntegra:

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site protegido contra cópia de conteúdo

Assine e descubra as notícias em primeira mão

O Tempo & Dinheiro tem o melhor custo benefício para você

AO VIVO: Acompanhe as principais notícias do dia na Record News

PRÓS E CONTRAS - 03/05/2023

JORNAL DA MANHÃ - 18/05/2023

VTV SBT - Ao vivo 24h