T&D – Tempo e Dinheiro

Procura

Entrar

Procura

Ibovespa fecha em alta impulsionada por Vale; fluxo cambial negativo de US$ 881 mi em maio até dia 12, diz BC

Compartilhe:

SÃO PAULO (Reuters) – O Ibovespa fechou em alta nesta quarta-feira, retomando a tendência positiva interrompida na véspera, com disparada de mais de 3% da Vale na esteira da alta dos preços do minério de ferro.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa subiu 1,09%, a 109.368,97 pontos, segundo dados preliminares. O índice caiu na véspera diante de realização de lucros, o que interrompeu sequência de oito ganhos seguidos.

O volume financeiro desta sessão somava 23,4 bilhões de reais, em dia de vencimento de opções do Ibovespa.

Brasil tem fluxo cambial negativo de US$ 881 mi em maio até dia 12, diz BC

SÃO PAULO (Reuters) – O Brasil registrou fluxo cambial total negativo de 881 milhões de dólares em maio até o dia 12, em movimento puxado pela via financeira, informou nesta quarta-feira o Banco Central.

Os dados mais recentes são preliminares e fazem parte das estatísticas referentes ao câmbio contratado.

Pelo canal financeiro, houve saídas líquidas de 2,463 bilhões de dólares em maio até o dia 12. Por este canal são realizados os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, as remessas de lucro e o pagamento de juros, entre outras operações.

Pelo canal comercial, o saldo de maio até o dia 12 foi positivo em 1,582 bilhão de dólares.

No acumulado do ano até 12 de maio, o Brasil registra fluxo cambial total positivo de 12,436 bilhões de dólares.

Produção de aço no Brasil recua 6% em abril sobre um ano antes

SÃO PAULO (Reuters) – A indústria siderúrgica brasileira produziu 5,9% menos aço em abril em relação ao mesmo período do ano passado, segundo dados divulgados nesta quarta-feira pelo Aço Brasil, entidade que representa o setor.

O recuo ocorre em meio a problemas na demanda de alguns setores, bem como siderúrgicas com equipamentos paralisados para reformas.

A produção de aço no Brasil somou 2,77 milhões de toneladas em abril, cerca de 5% acima do desempenho de março. No acumulado do ano, o volume produzido somou 10,59 milhões de toneladas, queda de 8,8% sobre os quatro primeiros meses de 2022.

A queda na produção em abril em comparação a igual período do ano anterior foi pressionada pelo segmento de laminados planos, usados em indústrias como automotiva, que registraram recuo de 10,2%, para 1,04 milhão de toneladas. No segmento de longos, o volume produzido foi quase o mesmo que o de um ano antes, a 855 mil toneladas.

Enquanto isso, semiacabados para venda, destinados principalmente para exportações, também apresentaram recuo, de 4,7%, para 771 mil toneladas, segundo os dados do Aço Brasil.

Em meados de abril, a entidade manteve expectativa de crescimento de 2% na produção da liga em 2023, mas reduziu a previsão de vendas no mercado interno, de alta de 1,9% para queda de 0,7%.

As vendas de aço em abril no Brasil despencaram 11,6%, para 1,55 milhão de toneladas, acumulando recuo de 4% no quadrimestre, a 6,40 milhões de toneladas.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site protegido contra cópia de conteúdo

Assine e descubra as notícias em primeira mão

O Tempo & Dinheiro tem o melhor custo benefício para você

AO VIVO: Acompanhe as principais notícias do dia na Record News

PRÓS E CONTRAS - 03/05/2023

JORNAL DA MANHÃ - 18/05/2023

VTV SBT - Ao vivo 24h