T&D – Tempo e Dinheiro

Procura

Entrar

Líder da oposição chora ao relatar o drama dos presos políticos no Brasil

Em uma audiência sobre as prisões de 8 de janeiro, o Senador da Oposição Rogério Marinho fez um discurso emocionante. Ele pediu desculpas pela emoção e afirmou que não é fácil ouvir o que está sendo dito. Marinho enfatizou a grande responsabilidade que todos têm em um momento tão desafiador, que exige atitude e inteligência.

O senador destacou a necessidade de resiliência, planejamento e estratégia para desmistificar o que é colocado como lugar comum e palavra de ordem. Ele criticou a estratégia deliberada de desumanizar aqueles que pensam diferente e afirmou que a palavra de ordem é relativização.

Marinho alertou sobre a relativização da democracia, da invalibilidade dos mandatos, da constituição, dos direitos humanos, do ordenamento jurídico e dos valores. Ele denunciou uma política de cancelamento das pessoas que ousam desafiar o sistema.

O senador mencionou o sofrimento da família de Gabriela e de tantos outros que foram tratados “como gado”, sem respeito aos seus direitos. Ele criticou a falta de individualização das culpas após o episódio.

Marinho afirmou que há dois ordenamentos jurídicos no país: um para aqueles dentro do espectro ideológico e outro para aqueles que foram vencidos na eleição de todas as maneiras possíveis.

Veja o vídeo do discurso do Senador completo:

A presidente e advogada da Associação dos Familiares e Vítimas de 8 de janeiro, Gabriela Fernanda Ritter, discursou antes do Senador Rogério Marinho. Ela falou sobre as prisões políticas em massa ordenadas pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal. Após apresentar um relato comovente sobre a situação dos presos e de suas famílias, Ritter foi intensamente aplaudida.

A advogada relatou violações a direitos fundamentais e a prerrogativas de advogados. Além disso, ela mencionou as recusas que as famílias têm recebido da OAB, de parlamentares e de ministros do Supremo Tribunal Federal. Ritter também listou leis e tratados internacionais que estão sendo violados nessas prisões políticas. Ao final do depoimento, muitas pessoas na platéia e na audiência estavam chorando.

Veja o o trecho da Advogada Gabriela Fernanda Ritter:

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site protegido contra cópia de conteúdo

Assine e descubra as notícias em primeira mão

O Tempo & Dinheiro tem o melhor custo benefício para você

AO VIVO: Acompanhe as principais notícias do dia na Record News

PRÓS E CONTRAS - 03/05/2023

JORNAL DA MANHÃ - 18/05/2023

VTV SBT - Ao vivo 24h