T&D – Tempo e Dinheiro

Procura

Entrar

Procura

Marfrig vende plantas para o Minerva por R$7,5 bi. Agora apenas 2 grandes indústrias concentram negócios do boi no Brasil

Compartilhe:

A Minerva e sua controlada Athn Foods Holdings fecharam um acordo de R$7,5 bilhões para adquirir unidades de abate de bovinos e ovinos da Marfrig no Brasil, Argentina, Chile e Uruguai. O acordo deve fortalecer a posição da Minerva na América do Sul, onde já é a maior exportadora de carne bovina, ampliando sua capacidade de abate em cerca de 44%, para mais de 42 mil cabeças/dia.

Além disso, a Minerva passará a ter 40 plantas de abate e desossa de bovinos: 21 unidades no Brasil, 5 no Paraguai, 6 na Argentina, 6 no Uruguai e 2 na Colômbia. No segmento de cordeiros, a empresa passa a ter 5 plantas e capacidade total de abate e desossa de 25.716 cabeças/dia, sendo 4 plantas na Austrália e 1 planta no Chile, ampliando seu acesso a mercados premium.

A Marfrig continuará presente nos segmentos de bovinos e processados no Brasil, e com a fábrica de industrializados Pampeano, a maior exportadora brasileira de enlatados para Europa. A empresa seguirá com os complexos industriais de abate e processamento de produtos com marca e valor agregado de Várzea Grande e Promissão, assim como a fábrica de hambúrgueres de Bataguassu. Ademais, Marfrig disse que seguirá com sua participação de controle na BRF, na National Beef e na Plant Plus, nos Estados Unidos.

A Marfrig recebeu um sinal de R$1,5 bilhão nesta segunda-feira, enquanto o saldo de R$6 bilhões será pago no fechamento da transação. A Minerva conta com o compromisso de financiamento firme por parte do banco JP Morgan quanto ao montante relativo às parcelas remanescentes.

A receita líquida das plantas adquiridas somada com o faturamento atual da Minerva resultará em um montante superior a R$50 bilhões. O CEO da Minerva Foods, Fernando Queiroz, disse que a empresa está entusiasmada com o movimento e que isso colocará a companhia em outro patamar.

A Marfrig destacou que seus complexos industriais da região com maiores escala e margens de lucro permanecem sob sua gestão e que passa a ter uma receita consolidada anual de cerca de R$130 bilhões. A transação está sujeita à análise e aprovação das respectivas autoridades concorrenciais.

Veja o comunicado de Fernando Queiroz, Presidente da Minerva Foods:

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site protegido contra cópia de conteúdo

Assine e descubra as notícias em primeira mão

O Tempo & Dinheiro tem o melhor custo benefício para você

AO VIVO: Acompanhe as principais notícias do dia na Record News

PRÓS E CONTRAS - 03/05/2023

JORNAL DA MANHÃ - 18/05/2023

VTV SBT - Ao vivo 24h