T&D – Tempo e Dinheiro

Procura

Entrar

Massa de ar frio chega pelo Sul do país no início de semana e pode se estender até São Paulo

Massa de ar seco segue firme na faixa central do país, mantendo as temperaturas elevadas e a baixa umidade do a; Sul terá quedas fortes de temperatura e até geadas no RS

Por Mamedes Luiz Melo – Meteorologista do Inmet

Falta de chuvas no leste do Corn Belt preocupa nos EUA e pode se estender por 40% das áreas de milho

As altas dos grãos registradas pelos grãos na Bolsa de Chicago nesta sexta-feira (26) têm refletido, em partes, as preocupações que começam a se acentuar com o clima nos Estados Unidos. Os mapas para as próximas semanas sinalizam que as temperaturas seguirão elevadas e as chuvas abaixo da média em regiões-chave de produção. Os temores são de agravamento da seca no Meio-Oeste americano.

“As coisas têm mudado um pouco nos EUA. Em abril, as chuvas foram dentro dos limites, mas não criou nenhuma reserva hídrica. E maio não tem sido diferente. Então, tem se criado uns bolsões de seca em partes de Illinois, o leste de um modo geral não tem chovido bem. No norte – Wisconsin, Michigan, sul de Minnesota não chove bem -, como uma parte de Iowa, Missouri. Então há algumas coisas que não estão muito legais. Tudo estava andando bem, entretanto, nos últimos 30 dias, se repetiu o que houve em abril e isso colocou, naturalmente, um alerta”, explicou Ginaldo Sousa, diretor geral do Grupo Labhoro.

O mapa na sequência mostra as esparsas chuvas registradas no país nesta quinta-feira (25).

Chuvas EUA 24h
Chuvas nos EUA nas últimas 24 horas – Mapa: Commodity Weather Group

O analista de mercado da Agrinvest Commodities, Eduardo Vanin, destaca os dados do Drought Monitor norte-americano. “O monitor da seca das últimas duas semanas já mostros uma boa piora nas condições em Nebraska, Missouri e oeste de Iowa”, diz. No entanto, afirma também que, “por enquanto, zero prêmio de risco adicionado”.

DM 26-05
Monitor da Seca em 26 de maio de 2023

Abaixo, a imagem detalha o Meio-Oeste americano em 26 de maio:

WhatsApp Image 2023-05-26 at 14.51.16

 

DM 16-05
Monitor da Seca em 26 de maio de 2023

“Os prognósticos de curto mantêm indicações de clima seco para os próximos dias”, afirma Sousa. “O modelo GFS, gerado nesta manhã, indica clima seco para maior parte do Meio-0este eregião sudeste dos EUA. Leves acumulados são previstos para o norte de Minnesota, oeste das Dakotas, Nebraska, Kansas, Oklahoma, Texas e para os estados da região do delta americano”, diz.

Os mais recentes mapas do NOAA, atualizado nesta sextam mostram que o leste dos EUA ainda deve seguir sem bons volumes de precipitação nos próximos 5 e 7 dias, como mostram os mapas abaixo.

NOAA 5 dias
Previsão de chuvas para os EUA de 26 a 31 de maio – Mapa: NOAA
NOAA 7 dias
Previsão de chuvas para os EUA de 26 a 2 de maio – Mapa: NOAA

No mesmo intervalo, as temperaturas altas também deverão tomar conta das regiões, agravando, inclusive, a perspectiva de um cenário de seca em expansão no Corn Belt, como vem sendo sinalizado por analistas e consultores de mercado.

Para a semana que vem, são esperadas apenas chuvas esparsas, abrangendo regiões como o centro e o noroeste do Meio-Oeste americano, de acordo com o Commodity Weather Group (CWG).

CWG 1-5 dias

No entanto, para a semana seguinte – de 31 de maio a 4 de junho – as condições já se tornam mais severas, o calor se intensifica e as condições de seca podem se estender por cerca de 40% das áreas, principalmente de milho, do Meio-Oeste americano, ainda de acordo com o CWG. As regiões mais afetadas deverão ser o centro e o nordeste do cinturão. As temperaturas poderão alcançar a casa dos 32ºC.

CWG 6-10 dias

O padrão tende a se repetir no período de 5 a 9 de junho, tambémm com chuvas abaixo da média em estados como as Dakotas, Nebraska, Iowa, Illinois, Indiana, Ohio, Minnesotae Missouria. Já as temperaturas, porém, podem ficar dentro da normalidade.

CWG 11-15 dias

As condições climáticas foram ideais para o rápido avanço do plantio nos Estados Unidos e, por conta das temperaturas elevadas, a germinação das lavouras também têm acontecido em ritmo mais acelerado. No entanto, nestas regiões onde as chuvas foram limitadas ou nenhuma, as preocupações estão diante dessa possibilidade de um estresse hídrico para os campos recém germinados.

O portal norte-americano Farm Futures ouviu produtores de alguns dos principais estados produtores no quadro Feedback From the Field e a maior parte deles afirmou sobre sua necessidade de chuvas. “Nossos pivôs centrais têm trabalhado bastante nas últimas semanas. Estamos sem chuvas em boa parte do Nebraska”, disse um dos agricultores ouvidos.

Como explicou o diretor da Pátria Agronegócios, “a safra americana se desenvolve com grande risco climático. Mas, ainda não é aquela preocupação que justifique uma eforia do mercado, porém, caso os mapas climáticos se mantiverem com o tempo seco para as próximas semanas, teremos problemas semelhantes aos observados para o trigo de inverno se alastrando paras as principais regiões produtoras de soja e milho”.

O mercado que mais sente agora é o do milho. Nesta sexta-feira, os futuros do cereal subiram mais de 2%, puxando os preços do trigo e da soja na carona.

Clique AQUI, entre no grupo do WhatsApp do Notícias Agrícolas e receba em primeira mão as principais notícias do agronegócio
Por:  Carla Mendes | Instagram @jornalistacarlamendes;  Fonte: Notícias Agrícolas
Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site protegido contra cópia de conteúdo

Assine e descubra as notícias em primeira mão

O Tempo & Dinheiro tem o melhor custo benefício para você

AO VIVO: Acompanhe as principais notícias do dia na Record News

PRÓS E CONTRAS - 03/05/2023

JORNAL DA MANHÃ - 18/05/2023

VTV SBT - Ao vivo 24h