T&D – Tempo e Dinheiro

Procura

Entrar

Procura

Não caia na pressão do banco: faça seu alongamento da dívida rural

Compartilhe:

 O advogado do agro, Juliano Quelho, esclarece que a renegociação de dívidas agrícolas não é um favor concedido pelas instituições financeiras, mas sim um dever que elas têm para com os agricultores.

Em tempos de crise, como a quebra da safra no Rio Grande do Sul e a queda dos preços, os bancos têm intimidado os agricultores, pressionando-os a vender seus grãos e pagar o máximo possível de suas dívidas. Os gerentes bancários, muitas vezes apresentando-se como amigos, aconselham os agricultores a liquidar seus créditos e renegociar o saldo restante para safras futuras, oferecendo suas propriedades como garantia e solicitando uma série de garantias adicionais.

No entanto, Quelho alerta os agricultores para não se deixarem enganar por essas táticas. Ele enfatiza que a renegociação da dívida é um direito do agricultor, permitindo-lhes estender o prazo de pagamento de acordo com sua nova capacidade financeira, sem a necessidade de alterar as garantias ou as taxas de juros.

Veja o vídeo na íntegra:

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site protegido contra cópia de conteúdo

Assine e descubra as notícias em primeira mão

O Tempo & Dinheiro tem o melhor custo benefício para você

AO VIVO: Acompanhe as principais notícias do dia na Record News

PRÓS E CONTRAS - 03/05/2023

JORNAL DA MANHÃ - 18/05/2023

VTV SBT - Ao vivo 24h