T&D – Tempo e Dinheiro

Procura

Entrar

Procura

Rússia transferiu para Bielorrússia primeiras armas nucleares táticas, anuncia Putin (O Globo)

Compartilhe:
Vladimir Putin dir. Alexander Lukashenko esq. Foto: AFP

Medida ameaça elevar as tensões com os EUA e seus aliados sobre a guerra na Ucrânia; essa é a primeira vez que Moscou aloca artefatos atômicos fora do território russo desde o colapso soviético, em 1991

O presidente Vladimir Putin disse nesta sexta-feira que a Rússia transferiu suas primeiras armas nucleares táticas para a Bielorrússia, três meses depois de anunciar o plano, que ameaça elevar as tensões com os EUA e seus aliados sobre a guerra na Ucrânia. Essa é a primeira vez que Moscou aloca artefatos atômicos fora do território russo desde o colapso soviético, em 1991.

“As primeiras cargas nucleares foram enviadas ao território da Bielorrússia. Mas apenas as primeiras”

– As primeiras cargas nucleares foram enviadas ao território da Bielorrússia. Mas apenas as primeiras – disse Putin durante o Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo. – Essa é a primeira parte. Mas, até o fim do verão, até o fim do ano, completaremos o trabalho.

Putin anunciou em março que a Rússia posicionaria armas nucleares táticas no território de seu aliado. Ele insistiu que a Rússia respeitava suas obrigações de não proliferação ao reter o controle das armas, embora tenha treinado as tropas bielorrussas no “estoque e uso de munições especiais táticas”.

Apesar de as armas táticas possuírem ogivas menos potentes e de menor alcance que as demais, a perspectiva de que o Kremlin possa usá-las causa imensa preocupação no Ocidente. Tais artefatos fazem parte de uma subcategoria das chamadas armas nucleares não estratégicas. Na prática, seriam usadas para vencer uma batalha, enquanto as estratégicas têm capacidade para encerrar guerras — e, possivelmente, levar consigo a Humanidade. Nenhuma delas, contudo, foi usada desde as lançadas pelos EUA contra Hiroshima e Nagasaki, em 1945.

O presidente da Bielorrússia, Alexander Lukashenko, sugeriu em uma entrevista transmitida na quarta-feira que as armas já haviam chegado ao país, embora Putin previamente tenha dito que o envio só começaria no próximo mês.

— Preparativos para as instalações relevantes terminarão entre 7 e 8 de julho, e vamos começar imediatamente as atividades relacionadas à transferência dos tipos apropriados de armas para o seu território — afirmou Putin durante encontro com Lukashenko no último dia 9, sem deixar claro quantos armamentos serão deslocados ou a localização exata do espaço para armazená-los.

Em maio, Lukashenko havia declarado que “o movimento das armas nucleares [para chegar ao país] já começou”.

Questionado no fórum sobre o uso potencial das armas nucleares, Putin disse que apenas aconteceria se houver uma ameaça ao Estado russo. Ele disse não ver nenhuma necessidade agora.

Acredita-se que a Rússia tenha ao redor de 2 mil armas táticas, que podem ser usadas em vários tipos de mísseis que habitualmente carregam explosivos convencionais. Algumas podem até ser disparadas de obuses que já são usados pelos russos no campo de batalha.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site protegido contra cópia de conteúdo

Assine e descubra as notícias em primeira mão

O Tempo & Dinheiro tem o melhor custo benefício para você

AO VIVO: Acompanhe as principais notícias do dia na Record News

PRÓS E CONTRAS - 03/05/2023

JORNAL DA MANHÃ - 18/05/2023

VTV SBT - Ao vivo 24h