T&D – Tempo e Dinheiro

Procura

Entrar

Procura

Soja: Cotações sobem nos EUA, mas câmbio e prêmio limitam avanço no BR

Compartilhe:
Foto: Getty Images

(Investing) – As condições das lavouras de soja dos Estados Unidos seguem piorando, contexto que tem elevado os preços da oleaginosa no mercado externo. Segundo pesquisadores do Cepea, o repasse da alta internacional ao Brasil, contudo, acabou sendo limitado pelos prêmios cada vez mais negativos e pela menor taxa de câmbio. De qualquer forma, pesquisadores ressaltam que as valorizações externas deixaram vendedores brasileiros mais firmes em suas ofertas no spot, com muitos à espera de novas altas nos valores domésticos.

Milho: Indicador sobe sustentado pelo mercado Externo

Os preços do milho seguem em recuperação na maior parte das praças acompanhadas pelo Cepea, ainda sustentados pelos avanços nas cotações externas. Segundo pesquisadores do Cepea, produtores estão afastados das negociações no spot, atentos ao campo nacional e também ao clima nos Estados Unidos. E a restrição na oferta elevou com certa força os preços em regiões produtoras, como Paraná, Goiás e Mato Grosso. No mercado externo, as valorizações do milho estão atreladas à piora das condições das lavouras dos Estados Unidos. Além disso, preocupa o setor o fato de que o atual acordo de exportação de grãos por meio do Mar Negro não seja renovado por parte da Rússia – o acordo se encerra em 18 de julho. As altas externas foram limitadas por previsão de chuvas para o final de semana em áreas dos Estados Unidos, o que pode aliviar o estresse hídrico das lavouras.

Mandioca: Com oferta limitada, indústria busca manter moagem

As indústrias de fécula e de farinha têm enfrentado dificuldades em manter o volume de esmagamento, buscando raízes em regiões mais distantes e intensificando a disputa pela matéria-prima. Segundo colaboradores do Cepea, produtores têm priorizado o plantio, incluindo a separação de manivas. Além disso, a disponibilidade de lavouras de segundo ciclo e o interesse pela colheita de raízes com menos de 12 meses estão baixos em todas as regiões acompanhadas pelo Cepea. Nesse cenário, na última semana, os preços estiveram mais firmes na maioria das regiões. O valor médio nominal a prazo da tonelada de mandioca posta fecularia foi de R$ 688,75, praticamente estável frente ao da semana anterior.

Ovos: Preço cai e movimento de alta de quase quatro meses é interrompido:

Os preços dos ovos, que vinham em movimento de alta desde fevereiro, passaram a cair nos últimos dias, pressionados pelo enfraquecimento da demanda. Nem mesmo o declínio da produção, por causa do frio, foi suficiente para evitar a recente desvalorização da proteína. Segundo colaboradores consultados pelo Cepea, o enfraquecimento das vendas pode ser atribuído às aproximações do fim do mês e das férias escolares.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site protegido contra cópia de conteúdo

Assine e descubra as notícias em primeira mão

O Tempo & Dinheiro tem o melhor custo benefício para você

AO VIVO: Acompanhe as principais notícias do dia na Record News

PRÓS E CONTRAS - 03/05/2023

JORNAL DA MANHÃ - 18/05/2023

VTV SBT - Ao vivo 24h